PRESOS ATINGIRAM NOTA DE CORTE DO ENEM E SE PASSAREM EM UNIVERSIDADE TERÃO LIBERDADE NO HORÁRIO DE AULAS

Equipe Atitudenew

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) divulgou que 40 detentos que estão sendo reeducados dos presídios de Hortolândia e do CR (Centro de Ressocialização) de Sumaré atingiram a nota de corte para o Enem PPL (Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade). Em todo Estado de São Paulo foram 1.566 presos.

Participaram do exame os encarcerados que concluíram o ensino médio e que estão cumprindo pena em regime semiaberto. Se forem aprovados em uma universidade, eles poderão ter a possibilidade de liberdade condicionada ao horário de estudo.

Entre os critérios considerados na avaliação estão nota final acima de 450 pontos e não zerar na redação. Essas condições são os critérios mínimos adotados pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), ProUni (Programa Universidade Para Todos) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) para a inscrição na disputa por vagas no Ensino Superior.

Os candidatos realizaram as provas nos dias 12 e 13 de dezembro, nos respectivos presídios onde cumprem pena.

A secretaria esclarece que o Enem PPL, assim como o Enem comum, possibilita a entrada no ensino superior por meio de iniciativas como o Sisu, no qual é possível disputar vagas em universidades públicas, no Prouni, no qual existe a possibilidade de concorrer a bolsas integrais ou parciais em universidades e faculdades particulares, e também por meio do Fies, que oferece o financiamento dos estudos em instituições de ensino superior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *