AGÊNCIA REGULADORA APROVOU AUMENTO TAMBÉM EM CAMPINAS, MOGI GUAÇU E VINHEDO.

Equipe Atitudenew

A Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí aprovou o reajuste das tarifas em Campinas (SP), Sumaré (SP), Mogi Guaçu (SP) e Vinhedo (SP).

A revisão dos valores das tarifas de água e esgoto acontece anualmente e, geralmente, reflete os custos da operação do sistema de saneamento de cada cidade.

A Agência aprovou o aumento de 15,13% para a Cidade de Vinhedo no dia 03 de Janeiro de 2024. De acordo a agência, a Sanebavi cumpriu todas as etapas de processo de revisão tarifária. Com isso, os moradores de Vinhedo passarão a pagar tarifa mínima de R$ 36,63/mês tanto para água quanto para esgoto, ficando uma conta mínima de R$ 73,26 para clientes residenciais com consumo de até 10 m3 .

Já os clientes comerciais, tem consumo mínimo menor (até 6 m3 ) e valor maior para pagar, sendo a taxa mínima de R$ 43,66/mês para água e mesmo valor para esgoto, tendo uma tarifa mínima mensal de R$ 87,32. Maior aumento entre as cidades da Região que foi aprovado o reajuste.

A BRK Ambiental, concessionária em Sumaré, teve o reajuste fixado em 5,19% nas tarifas de água e esgoto do município. Após o pedido de revisão tarifária junto a agencia reguladora aceito, as contas para a população em fevereiro de 2024 vem com o aumento. Para clientes residenciais, com consumo até 10 m3, a tarifa mínima será de R$ 33,10 para água e esgoto, e conta mínima de R$ 66,20/mês.

Clientes comerciais em Sumaré ficarão com tarifa mínima na água e no esgoto de R$ 75,60 cada serviço, com conta mínima de R$ 151,20 por mês. Valor já é motivo de várias discórdias pela cidade, onde comerciantes e empresários se sentem coagidos pelo sistema.

A BRK Ambiental informou que o reajuste estabelecido tratou da aplicação da variação da inflação medida pelo IBGE no período de outubro de 2022 a setembro de 2023. Alegou também que tem investido em melhorias no atendimento da população de Sumaré.

Referente Campinas, a agência autorizou a Sanasa a reajustar em 4,84% as contas de água. A tarifa mínima residencial passa a ser R$ 48,16/mês de água, enquanto coleta+ tratamento fica em R$ 59,26. Com isso, a conta para a população de Campinas ficará em R$ 107,42.

O Samae, concessionária de Mogi Guaçu, informou que o reajuste de 4,29% aprovado pela agência é uma recomposição da inflação.

Ligação de Água e Esgoto também ficará mais caro nas cidades, de acordo com a agência reguladora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *