CIDADE SOFRE CRISE POLÍTICA DESDE 2012 COM CONSTANTES TROCAS DE PREFEITOS

Equipe Atitudenew

Paulínia sofre crise política desde eleições de 2012, quando o ex-prefeito Edson Moura, mesmo inelegível, se candidatou ao cargo e desistiu às vésperas das eleições, colocando o filho Edson Moura Junior em seu lugar. O filho foi eleito no pleito de 2012, mas a Justiça Eleitoral condenou pai e filho por compra de votos e indeferiu a posse.

Desde então, Paulínia sofre constantes viradas de cadeiras na justiça eleitoral e ministério público, sendo 12 trocas de prefeitos, com 7 nomes diferentes ao longo desses 11 anos.

Para 2024, Edson Moura e Edson Moura Junior estão inelegíveis, e apostam na esposa do magnata da cidade, Nani Moura. A atual gestão pretende lançar algum nome a sucessão, ainda não decidido, enquanto, tentando seguir o efeito Tarcísio de Freitas, alguns nomes de fora se apresentam a população para uma provável candidatura.

O destaque na lista de pré-candidatos é o deputado estadual Dirceu Dalben. O deputado ja foi vereador e prefeito em Sumaré, assim como Edson Moura, fez o filho prefeito, e tem se destacado na ALESP, presidindo comissões e líder da Frente Parlamentar da Malha Ferroviária. Dirceu Dalben aparece com 12,5% das intenções de votos nesse primeiro momento, e com 25% da população de Paulínia o conhecendo…

“Paulínia é uma Cidade com muito poder econômico e com uma representatividade importantíssima para a Região Metropolitana na área de petróleo, gás e também na cultura e turismo. A crise política tem enfraquecido a cidade, principalmente na cultura e turismo, e isso precisa ser resgatado. A idéia é transformar Paulínia em um Polo Cinematográfico Nacional” – Dirceu Dalben, deputado estadual.

A Rede QDM e o Portal Atitudenew estará acompanhando todo o cenário político da Região para manter os telespectadores atualizados para tomarem a melhor decisão em 2024.

2 respostas

  1. Parabéns novamente pelo ótimo trabalho de cobertura para as eleições na nossa região, precisamos mesmo estar cientes em quem vamos colocar pra nos governar.
    Obrigado pelas informações Fernando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *