PRESIDENTE DO PARTIDO OFICIALIZOU, MAS SERÁ QUE A NACIONAL DO PARTIDO SABE DAS DÍVIDAS DE CAMPANHA PASSADA?

Equipe Atitudenew

A Presidente Nacional do Partido Podemos anunciou a pré-candidatura a prefeito de Guilherme Dall’Orto para disputar o pleito eleitoral de 2024 na Cidade de Sumaré.

Guilherme disputou as eleições municipais como candidato a Prefeito em 2020, na época pelo Patriota. Na disputa de 2020, obteve 14.619 votos (13,13% votos válidos) e não foi eleito. O que se espera de cada candidato ao ser derrotado nas eleições, é que os mesmo saiam das campanhas sem dívidas e com aprendizagens.

Com Guilherme Dall’Orto foi diferente. Com dívida de material gráfico em aberto até hoje, (dezembro/2023) o pré-candidato deixa um exemplo claro de não ter condições de administrar o poder público municipal. É óbvio que a população não deverá confiar a administração de mais de 1 bilhão anual sobre a responsabilidade de quem não apresentou competência para administrar a verba de uma campanha.

A dívida em questão, foi negociada por 5 vezes com o político, que não cumpriu os acordos. O último acordo, feito durante a campanha de 2022, quando Guilherme disputou o cargo de Deputado Federal, e intermediado por politicos da Cidade como Marcio Brianes e Sirineu Araújo, também não foi cumprido pelo agora declarado pré-candidato a prefeito.

MINISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL

A dívida em questão, foi denunciada no ministério público de Sumaré, apresentando provas como Notas Fiscais, Espelho de impressão dos materiais, Relatórios, conversas de whattsap onde o pré-candidato fez o pedido dos materiais, os acordos firmados, e inclusive uma programação de transferência que não se oficializou, além de um cheque de campanha que voltou sem fundo.

Todas essas informações não constaram na prestação de contas do candidato, o que aliás, poderia impugnar a chapa toda do partido Patriota, e levaria a perca da cadeira do vereador eleito na chapa Alan Leal.

O Ministério Público Municipal arquivou o processo, estranhamente, sem explicação plausível, mantendo assim Guilherme Dall’Orto apto a disputar novas eleições. Estas situações que apresentam a impunidade da Justiça Brasileira referente aos políticos não gera mais estranheza a nenhum cidadão desse País após tudo o que vem acontecendo no cenário Nacional.

ELEIÇÕES 2022/24

A queda explícita de votação de Guilherme Dall’Orto nas eleições de 2022, tendo menos de 6 mil votos na cidade de Sumaré, deixa evidente que ele vem perdendo a confiança da população para representá-los no poder público.

Com o Partido Podemos oficializando sua pré-candidatura, a dúvida que nos fica é: o partido e seus aliados sabem de sua pendência de 2020?

“O que posso afirmar, é que independente de o Ministério Público ter arquivado a denúncia, como eu sou a outra parte dessa situação, tenho total liberdade jurídica de falar sobre o assunto e torná-lo público, e vou fazer questão de gastar o valor equivalente ao que ele me deve com mídia e publicidade, para tornar cada dia mais pública a toda população de Sumaré essa situação”. – Fernando Crecencio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *