MAIS DE 1 MILHÃO DE POSSOAS QUE ESPERAM APOSENTAR PODEM NÃO CONSEGUIR DEVIDO FALTA DE FUNDOS PARA PAGAMENTOS

Equipe Atitudenew

Um corte de 12,5 bilhões de reais foi anunciado pelo governo federal sobre gastos com benefícios da Previdência Social no Orçamento de 2024. com aprovação do CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social), órgão vinculado ao Ministério da Previdência Social e responsável por avaliar e definir diretrizes previdenciárias. O governo explica que o objetivo é reduzir o gasto obrigatório com Previdência para assim sobrar dinheiro para outros investimentos no ano que vem. A decisão não considerou a fila do INSS, que hoje é de 1,69 milhão de pessoas, aguardando aprovação de suas aposentadorias e/ou benefícios.

Não há certeza, se haverá fundo em 2024 para atender a todos. Em 3 de agosto, uma apresentação indicava que o governo federal  precisaria de R$ 895,7 bilhões para conseguir pagar os benefícios previdenciários em 2024.

O governo emitiu uma nota à reportagem sobre a decisão, ressaltando que a projeção orçamentária é resultado do trabalho de uma equipe técnica e leva em consideração acórdãos do Tribunal de Contas da União (TCU), que apontam irregularidades.

Além disso, o governo informou a criação de um grupo de trabalho interministerial sob a liderança de Lula, que tomará medidas com base nas diretrizes desse grupo.

Já o ‘Instituto Nacional do Seguro Social’ (INSS) reafirmou seu compromisso em combater fraudes e minimizar erros para oferecer um serviço de excelência aos cidadãos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *