A MOSTRA TRAZ RETRATOS INDÍGENAS DA REGIÃO E OBJETOS SIGNIFICATIVOS

Equipe Atitudenew

O museu de Hortolândia recebe nos meses de setembro e outubro, a exposição “Somos Um”, da fotógrafa Mayara Amorim. Mayara é indígena da tribo tupi guarani e explica que a exposição surgiu em 2022, com a proposta de desconstruir a barreira entre indígenas e não indígenas.

A exposição busca a valorização dos povos originários brasileiros, e a quebra do conceito de que os indígenas são estrangeiros no Brasil, quando na verdade foram seus primeiros habitantes.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população indígena é de 3.250 pessoas na RMC, e Hortolândia é a segunda cidade com maior número de indígenas da região, com 265.

Tim Mendes, secretário adjunto de cultura do município, frisou a importância desse tipo de exposição na região: “nós temos como missão a preservação de patrimônio dos povos que compõe o nosso processo cultural e recebemos a proposta da Mayara Amorim de trazer essa exposição, que vem de encontro com aquilo que nós acreditamos.”

A prefeitura de Hortolândia busca fortalecer a Estação Jacuba, como polo artístico-cultural da cidade e a ideia é que o espaço promova uma programação variada de exposições. O espaço também conta com um acervo de objetos e é possível conhecer um pouco da história da cidade através das fotos e materiais antigos.

ESTAÇÃO JACUBA
Horários: de terça à sexta-feira, das 09h às 13h
Local: Rua Rosa Maestrello, nº2, Vila São Francisco, Hortolândia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *