O IMÓVEL OCUPADO NO SÁBADO (26) É UMA ANTIGA BASE DA POLÍCIA MILITAR E ESTAVA SEM USO

Equipe Atitudenew

Um imóvel sem uso, no bairro Vila Padre Anchieta, em Campinas, foi ocupado, no sábado (26), por um movimento de mulheres. A ‘Ocupação Casa Laudelina de Campos Mello’ quer usar o espaço para preservar a história da mulher, que nomeia o grupo.

No prédio funcionava uma antiga base da Polícia Militar.

Cleuza Aparecida da Silva, é coordenadora administrativa da ocupação, formada por 25 integrantes, e informa que o projeto prevê criar atividades no local para oferecer acolhimento e independência econômica às mulheres.  

Cleuza ainda complementa que o grupo atua há 34 anos em comunidades de Campinas, com atividades sociais.

A Prefeitura de Campinas informou que o imóvel ocupado é municipal, mas foi cedido para o Governo do Estado, em 2020. Em 2022, a cessão foi atualizada para uso da Polícia Militar, que tem a intenção de instalar a sede de um batalhão no local.

A Polícia Militar ainda não respondeu sobre o fato.

Em maio, um outro caso, em Campinas. Desta vez, no centro da cidade, onde um outro movimento de mulheres ocupou um prédio, com o objetivo de usar o espaço para acolher mulheres vítimas de violência.

No dia 16 de agosto, foi concedido ao proprietário do imóvel, o reestabelecimento da propriedade. E no dia 22, a ocupação anunciou nas redes sociais a cassação da decisão. A Prefeitura de Campinas não respondeu sobre a atual situação da demanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *