ÚNICA DA REGIÃO ENTRE AS VENCEDORAS DO PROGRAMA, ESCOLA DO MUNICÍPIO E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO SERÃO PREMIADOS.

Equipe Atitudenew

Emef Lourenço Daniel Zanardi, do Jardim Santa Clara do Lago, uma das premiadas, receberá R$ 30 mil em materiais para desenvolver projeto vencedor; cada profissional de educação selecionado ganhará um notebook

Hortolândia é destaque neste mês na área ambiental. A Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Lourenço Daniel Zanardi, antiga Emef Viva Mais, do Jardim Santa Clara do Lago, está entre as premiadas no Concurso Cultural promovido pelo Programa “Caminhos para a Cidadania”, uma iniciativa do Grupo CCR AutoBAn. O projeto “Guardiões do Meio Ambiente”, desenvolvido pela professora do 1º ano Regiane Barichelo Kiel, recebeu reconhecimento nacional por sua contribuição na área da educação ambiental e sustentabilidade.

O concurso tem três fases principais. No primeiro momento, os profissionais que participaram do programa em todo o país elaboraram propostas escritas de projetos pedagógicos e as submeterem à pré-seleção. Na segunda fase, foram escolhidos 30 projetos finalistas para passar por uma banca avaliadora especializada. Na sequência, foram selecionados, em nível nacional, 10 projetos destaques que juntos ganharam o concurso. Os vencedores receberão R$ 30 mil em materiais para desenvolver o projeto nas unidades escolares. Além disso, cada profissional de educação selecionado ganhará um notebook. 

“Estou muito feliz. O projeto já tem muito do que discutimos dentro do PPP (Projeto Político Pedagógico), que é um documento construído coletivamente por todos na escola. Muitas das ações que estamos planejando desenvolver com esse recurso já foram previamente pensadas. Agora nas próximas reuniões vamos receber a primeira mentoria para, a partir daí, entender o que vai ser possível realizar”, afirmou Regiane, que neste ano participou pela primeira vez do programa.

Segundo a professora, o projeto visa despertar nos alunos o senso de responsabilidade ambiental, por meio de atividades práticas e educativas. Com enfoque na sustentabilidade, o projeto envolve a comunidade escolar na promoção de práticas conhecidas como “eco-friendly” (amigas do meio ambiente), como reciclagem, reutilização e cuidados com a natureza. A abordagem não apenas educa os alunos sobre a importância de cuidar do meio ambiente, mas também os capacita a serem agentes de mudança em suas famílias e comunidades.

“A ideia do projeto Guardiões do Meio Ambiente é que as próprias crianças sejam esses agentes de transformações, os guardiões, como chamamos no projeto. O objetivo é que através das ações de cidadania e educação ambiental que desenvolvemos aqui na escola, eles possam levar esse olhar diferenciado e atento a essas questões para outros espaços que frequentam. A casa deles, por exemplo, influenciando os pais, avós, tios. Ter um olhar atento para a reciclagem, descarte adequado do lixo”, explicou Regiane.

De acordo com o cronograma do concurso, como parte da terceira fase, as equipes escolares premiadas receberão agora formações e mentorias que as auxiliarão na construção do plano de ação e do cronograma. O apoio pedagógico será fundamental para colocar o projeto em prática, com a ajuda financeira previamente estabelecida. Dentre as possíveis ações destacadas pela equipe escolar da Emef Lourenço Daniel Zanardi estão: construção de uma horta suspensa, arborização e cultivo de árvores frutíferas na unidade escolar, compra de equipamentos eletrônicos para desenvolver atividades pedagógicas, dentre outros.

“Estamos muito felizes em ter uma professora vencedora em nosso município. Agradeço a participação de todos neste importante projeto e em especial à professora Regiane e a toda equipe gestora da unidade escolar, que poderão colocar em prática o projeto e assim alcançar as crianças da unidade escolar”, destacou a coordenadora responsável pelo programa do Centro de Formação dos Profissionais em Educação Paulo Freire, Carla Borrego Varani.

PROGRAMA

O “Caminhos para a Cidadania” é coordenado pelo Instituto CCR e busca capacitar profissionais das redes municipais de ensino em diversas regiões do Brasil. Ele oferece materiais pedagógicos e cursos à distância, com foco nas competências gerais da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), em metodologias ativas e nos princípios da educação integral. Hortolândia, juntamente com outras regiões, participa há mais de 10 anos ativamente do programa, destacando-se com projetos educacionais de alto impacto.

Neste ano, o Concurso Cultural buscou incentivar e premiar professores e escolas que apresentaram as melhores propostas de projetos pedagógicos de cidadania. Hortolândia foi representada por duas professoras: Denise Karen Medeiros Araújo, da Emef Maria Célia C. Amaral, com o projeto Bibliotecar, e Regiane Barichelo Kiel, da Emef Lourenço Zanardi (Viva Mais), com o projeto Guardiões do Meio Ambiente, este premiado.

ESCOLAS PREMIADAS SEMANALMENTE

• “Guardiões do Meio Ambiente”: Regiane Barichelo Kiel, Emef Viva Mais, Hortolândia-SP;

• “Rumo a uma Escola Consciente”: Claudia Elisa Gasso Gill, Emef Frederico Ozanan, Pelotas-RS;

• “Meio Ambiente e Sustentabilidade – bons hábitos que sustentam o amanhã”: Cleide Ovidia dos Santos Gomes, Escola Municipal de Educação Básica Rural Carlos Cintra de Paula, Santa Isabel-SP;

• “Tv Futuca Brodcast – Educação, Comunicação, Informação e Tecnologia”: Elton Carlos do Nascimento, Escola Municipal Barro Duro, Lauro de Freitas-BA;

• “Memória Brincante – Resgatando Trajetórias Ancestrais”: Gildete Araújo de Melo, Escola Municipal Tenente Gustavo Dos Santos, Lauro de Freitas-BA;

• “Reciclar, Plantar, Criar e Aprender é Uma Boa’ventura”: Giseli Noemia Marcos, E.R. Profª Targina Boaventura Da Costa, Paulo Lopes- SC;

• “O Meio Ambiente é o que fazemos com ele”: Jéssica Reis Brandão, Emef Edgar da Rosa Cardoso, Fazenda Vila Nova – RS;

• “Construindo Pontes de Conhecimento: aprendizagem colaborativa na Alfabetização”: Luana Maria Ferreira Fernandes, Emef Professor Euclides De Oliveira, São Roque-SP;

• “Recicle-Se”: Patrícia Gabaldo, Emeief Profa Maria José Franca Nogueira, Cerqueira César-SP;

• “Projeto Aquaponte – cultivando conhecimento sustentável: Integrando Aquaponia na Educação”: Tatiana de Souza Fontes, E.M. Governador Roberto Silveira, Rio Bonito-RJ.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *