Fenômeno El Niño deve aumentar a temperatura em até 2°C acima do normal entre junho e agosto.

Equipe Atitudenew – Sumaré – SP

O inverno é um das quatro estações do ano, que se inicia no final do outono e termina com o início da primavera. No Brasil, ele começa no dia 20 ou 21 de junho e acaba no dia 22 ou 23 de setembro.

Trata-se da estação do ano mais fria, com queda nas temperaturas e, em alguns lugares, precipitação de neve. A palavra “inverno” tem origem no latim hibernu, que significa “tempo hibernal”.

A semana que marca a passagem do outono para o inverno, que começa oficialmente nesta quarta-feira, deverá ter madrugadas e manhãs frias e temperaturas mais amenas no decorrer do dia, em especial, no final da tarde. Os termômetros devem marcar mínima entre 11ºC e 13ºC e máxima entre 25ºC e 28ºC em Americana e região.

O último fim de semana foi bem gelado na RPT (Região do Polo Têxtil). No sábado, Americana amanheceu com os termômetros marcando a temperatura mais baixa registrada neste ano. Segundo monitoramento do Ciiagro (Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas), por volta de 6h, o município registrou 8,1°C.

Quais são as características do inverno?

Vale notar que é muito comum nessa época o aumento de doenças respiratórias, bem como de infecções. Isso porque as características da estação favorecem a presença de bactérias e vírus.

O inverno no Brasil

No Brasil, o inverno começa no dia 21 de junho e termina no dia 23 de setembro. Na maior parte do país, o inverno não é rigoroso em decorrência da sua localização em relação à linha do Equador.

O frio mais intenso é sentido especialmente na Região Sul, onde pode nevar e as temperaturas ficarem negativas. A título de curiosidade: em 1996, o estado de Santa Catarina registrou a temperatura de -16 °C.

Já na região Norte, localizada numa zona de convergência intertropical, ocorre muitas chuvas no inverno.

Isso porque é um local com muitos rios e uma vegetação densa. Dessa forma, a temperatura abaixa, mas não o suficiente para impedir a evaporação da água e a formação de nuvens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *